quarta-feira, 20 de julho de 2016

REFLEXÕES


PAZ E CONSCIÊNCIA
A Paz é uma conquista.
Muitos homens anelam possuí-la, mas procuram em tudo o que possa perturbá-los.
Há quem acredite poder encontrar a paz na vida ociosa, lamentando a vida atribulada que levam, na tranquilidade reclamando que sofrem muitos aborrecimentos, na saúde perfeita declarando que apenas sofrem, na vida descomprometida relatando os muitos compromissos que possuem.
Todo descanso é justo após o trabalho, a tranquilidade é verdadeira se não sobrecarregar os ombros alheios, a saúde sempre se revelará por períodos de normalidade conquistada, porém, estes estados físicos e emocionais são momentâneos, convidando sempre o homem a recomeçar a luta de cada dia, neste mundo de provas e expiações onde se encontra para progredir.
A paz, no entanto, não se traduz assim, ela é em verdade produto do amadurecimento moral da criatura humana, onde então, ela deixa de ser tão suscetível ao que lhe desafia. A paz em verdade é a chamada “consciência tranquila”.
Disse o venerando senhor: “a minha paz eu vos dou”. Compreendemos que a paz Dele nasce, cresce e amadurece com a prática dos bons procedimentos e com a reforma dos sentimentos em desalinho com a Lei de Deus ensinada por Jesus. A então dita crise de consciência, que impossibilita a paz, é própria de quem perdeu a tranquilidade na alma e  não no corpo ou na vida, por estar sendo espancado pelo remorso e pela culpa que lhe chama à reparação.
VIVER EM PAZ É VIVER O BEM E NÃO FAZER O MAL.

Autor: Adelvair David   

Nenhum comentário: