domingo, 26 de junho de 2016

REFLEXÕES



MISSÃO E MISSIONÁRIO
Asseverou Jesus a Pedro: “o homem é mais frágil do que perverso. ” 1
Esta fragilidade de que nos fala o mestre expõe o homem a muitas frustrações e necessidades compensatórias, uma delas é a de se sentir missionário de qualquer espécie, porém, o verdadeiro missionário não sabe que o é, faz o que faz pelos impulsos do seu bom e dedicado coração. Não necessita evidenciar-se e está sempre em paz consigo mesmo porque sabe que realiza tudo o que pode, neste sentido, temos mães e pais dedicados aos seus lares, missionários do amor de Deus junto aos seus filhos, temos profissionais que não só buscam a remuneração pelo que fazem, mas oferecem muito mais do que lhes é pedido, outros ainda que dedicam o seu tempo livre para consolar, amparar, socorrer, assim teríamos uma lista infinda de seres comprometidos e amorosos com a sua e a vida do próximo.       Porém, missão verdadeira mesmo, é a que o homem trouxe quando recebeu a permissão divina para renascer, a de ser melhor, e todos estão inclusos neste dever inadiável.
Existem aqueles que acreditam possuir algo de especial para fazer, que ao contrário dos anônimos citados, precisam de glórias e as reclamam quando não as recebem, bradam que estão sendo esquecidos e impedidos, denunciando a grave doença moral da vaidade que carregam.
Explicam os espíritos venerandos que “o homem bom não sabe que o é”, ele é descoberto pelo exercício dos seus sentimentos e jamais acredita ter algo de especial para fazer, considerando-se apenas tarefeiro menor da vida, e assim desta forma vivem, com simplicidade e humildade.
Compreendemos que é necessário que o homem seja honesto com os seus propósitos, que busque a auto estima no exercício do amor verdadeiro, para que a singeleza seja a marca da sua simplicidade para com tudo e com todos.
O MAIOR SERÁ O MENOR NO REINO DOS CÉUS, DISSE JESUS.
1-          Boa Nova – Humberto de Campos, por Chico Xavier

Autor: Adelvair David  

Nenhum comentário: