terça-feira, 21 de junho de 2016

REFLEXÕES


A HUMILDADE
Pensar em alguns aspectos do comportamento emocional nunca foi muito fácil para o homem, principalmente em se tratando da humildade.
Geralmente ela é confundida com a subserviência, a nulidade da vontade ou a apatia diante dos desafios da vida, que em verdade não representam a doce e afável humildade, sentimento que engrandece e traz nobreza a alma que a detém.
Conforme orientam os espíritos venerandos o terrível adversário da humildade é o orgulho, que faz com que o homem se arvore mais do que realmente é, e não aceite nada que possa diminuir o que acredita ser a sua imagem diante da sociedade onde se movimenta, porém, esquece-se que o importante para se sentir bem e realizado não é a forma como é visto, mas sim como ele o é em verdade, e para isto, não precisa da aprovação de minguem, somente a da sua consciência.
Saber respeitar as convicções alheias sem lhes violentar a vontade, não impor ideias  e comportamentos mesmo não concordando com o proceder das pessoas, não desenvolver  mágoas e nem ressentimentos contra quem quer que seja, são algumas das características da humildade.
Asseverou Jesus: Seja o vosso dizer “sim, sim e não, não”.  Ele apresentou a maior mensagem de que a humanidade já teve notícia, o excelente código de moral e ética que propõe reformas à vida daquele que se lhe submete, mas não feriu a ninguém, fez os doutos da época pensarem, e com profundo olhar de bondade para com a humanidade perpetuou-se pelos séculos até os dias de hoje.
Sendo imperfeito o homem sofrerá os efeitos da sua insensatez, mas na forja dos séculos se transformará em amor puro, alcançando a sua plenitude.
O HUMILDE NÃO TERÁ PESARES NA ALMA, POIS SERÁ O QUE É AGORA E EM QUALQUER LUGAR, NÃO TENDO DE REPRESENTAR VIVERÁ SEMPRE LIVRE.

Autor: Adelvair David 

Nenhum comentário: