REFLEXÕES

O SOFRIMENTO
Não fosse o prosseguimento da vida para além do túmulo, o sofrimento humano não faria qualquer sentido.
Afirmou Jesus: “sois felizes vós que agora chorais, porque rireis”. Estas palavras que parecem um contrassenso nos lábios do mestre não encontrariam nenhuma ressonância no coração do homem se a vida não prosseguisse para além do presente, pois o desmentido seriam os acontecimentos dolorosos de cada dia que se pode ver por todo lado, onde uma grande parcela da humanidade experimenta uma ou quase uma vida inteira de completa penúria.
Ensinam os espíritos venerandos que as palavras de  Jesus são para aqueles que bem suportam os seus males neste mundo, encontrando consolo aqui e na vida espiritual, pois que tiram dos seus ombros o peso consequente das faltas cometidas no passado, assim, podendo programar vidas melhores para o futuro quando retornar ao corpo. Afirmam ainda os seres luminares que o próprio espírito escolhe as provas que deseja suportar, de acordo com a natureza dos erros praticados. Compreende-se então que não é Deus que o castiga, Ele apenas lhe permite resolver o que criou para si mesmo, para que, de consciência livre e mais perfeito, possa ser feliz.
A lamentação, a rebeldia, a raiva da vida e a revolta apenas agravam a situação criando uma atmosfera de negatividade que envolve o homem, trazendo-lhe agonia e desespero.
Somente a resignação ativa alivia o peso da prova. O homem deve buscar a solução dos seus males e não o conformismo, mas consciente de que não é Deus quem o condena, e que será feliz quando se livrar do mal edificando o bem para si e para o seu semelhante, consequentemente para sua própria vida.
NÃO SOMOS VÍTIMA DA VIDA, SOMOS CONSTRUTORES DE NOSSO PRÓPRIO DESTINO, COM O AMPARO E O AMOR DEUS NOS AJUDANDO SEMPRE.

Autor: Adelvair David 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REFLEXÕES