terça-feira, 29 de março de 2016

REFLEXÕES


O SENTIMENTO EM MOVIMENTO
“Não se turbe o vosso coração”, asseverou Jesus.
O grande desafio humano é lidar com os próprios sentimentos. É compreender o que sente e como direciona as atitudes de maneira equilibrada e de tal forma que possa produzir efeitos benéficos para a sua vida.
O sentimento é a plataforma sobre a qual se encontra apoiada toda a vida do espírito humano. Cada movimento que o homem faz em sua existência, no que diz respeito à manifestação dos seus sentimentos, abala-lhe profundamente. Não existem sentimentos maiores ou menores, eles fazem parte das conquistas humanas ao longo das eternidades que já se passaram. O homem está como se fez, como se edificou, Deus lhe concedeu a razão e o livre arbítrio a fim de que pudesse fazer sua caminhada com suas próprias escolhas, para que adquirisse experiência e evoluísse com os seus esforços. É escolha de um adiantar-se, melhorar-se ou estacionar, dessa postura dependerá sempre a sua felicidade ou o seu sofrimento.
Quando não há melhoria emocional, quando não se dá a devida atenção ao aperfeiçoamento dos sentimentos, a criatura humana fica sujeita a efeitos danosos em sua vida. Sentimentos em desalinho projetam ações desastrosas, atitudes negativas conduzem a experiências imprevisíveis na caminhada. Cada dia é uma oportunidade única para o crescimento emocional. Em tudo o que vive encontra o homem ensejo de participar ativamente do seu crescimento, basta que demonstre interesse. É preciso gastar tempo a estudar-se, a verificar com que sentimento se está enfrentando a vida. Identificando desarmonias ou brutalidade, deve ele tomar providências para treinar a tolerância, a paciência, a doçura, a abnegação, a caridade e o perdão. Deve também interessar-se pelo trabalho, pela arte, pela cultura positiva de uma forma geral, para que os seus sentimentos possam sofrer polimento e modificação, somente assim se perceberá melhor depois de algum tempo.
A vida se movimenta a todo instante, e os sentimentos também.
O AMOR É O SENTIMENTO EM MOVIMENTO.

Autor: Adelvair David    

Nenhum comentário: