REFLEXÕES

ELE, A LUZ
É Natal!
Data de sublime encanto que remete a humanidade à longínqua galileia, onde Ele nasceu.
Na companhia de Seus pais, entre os animais, deu provas da Sua grandeza. Ele que era o maior se fez menor até no nascimento, dispensou honrarias, adornos e pompas para oferecer a primeira lição que veio trazer à humanidade, a da singeleza, da ternura e da simplicidade que todos os homens devem buscar.
Foi saudado com o brilho incomum de uma esplendorosa estrela, representando as sublimes criaturas angélicas que anunciavam a Sua chegada ao vale do desespero, onde os homens, Seus irmãos, se debatiam.
Quando Ele chegou o mundo não mais estaria na escuridão, Ele esplenderia a luz imperecível em todo o planeta, acenando com esperança aos sofredores de toda sorte. Sua voz alcançaria as distâncias incomensuráveis, por todos os lados se ouviria falar d´Ele, pois a “luz” do mundo não poderia ser escondida, deveria iluminar para sempre toda a humanidade.
Sua missão era a de anunciar o Reino de Deus, o amor incondicional, que mais tarde Ele mesmo exemplificaria doando a própria vida de todas as formas compreensíveis, para que o homem tivesse o roteiro seguro e inequívoco do caminho a seguir.
Disse Ele depois, que esse reino está dentro do próprio homem, e que a luz que iluminaria o caminho para encontra-lo seria o de “amar ao semelhante como a si mesmo”.
Portanto, Natal é o tempo de fortalecer o ânimo para a prática do amor, sendo esta, a “luz” que Ele veio trazer ao mundo, sentido sublime da Sua missão para com a humanidade.
NATAL, TEMPO DE RETORNAR O OLHAR PARA A LUZ DO MUNDO, O MEIGO E DOCE JESUS!
Autor: Adelvair David , publicado no jornal Folha Noroeste.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REFLEXÕES

REFLEXÕES