quinta-feira, 25 de setembro de 2014

PINTURA MEDIÚNICA NO MARIA DOLORES a CASA DE MADÔ

DIA 12 DE OUTUBRO - 19horas
EVENTO BENEFICENTE 
As telas que forem produzidas e mais as que a médium trouxer serão vendidas e a renda é para ser utilizada nas atividades assistenciais da casa.
http://www.youtube.com/watch?v=RRTQo0zY6UU#t=21
veja abaixo toda a programação de Valdelice na Região



segunda-feira, 22 de setembro de 2014

REFLEXÕES


LUZES EM MEIO AS TREVAS
...enquanto tendes luz (Jesus)
A questão proposta por Jesus não é física e sim moral.
A caminhada existencial é abrigada por algumas luzes em meio as trevas densas da ignorância, que ainda campeiam em a natureza humana.
Segundo nos adverte o Senhor, devemos caminhar enquanto temos as luzes da razão, da inteligência, da saúde, das oportunidades do trabalho material e também espiritual.
Segue o homem às tontas, preferindo abrigar-se na escuridão íntima, agindo segundo suas paixões, do que valorizar as oportunidades que a vida lhe concede a seu benefício, para o seu crescimento.
As advertências não faltam. Vem da religiosidade, dos homens de bom senso, e muito mais das intuições que lhe chegam em todas as suas experiências, aconselhando-o qual o melhor caminho seguir e a viver com dignidade e respeito ao seu semelhante, a aproveitar o tempo para empreender a luta em sua própria melhoria moral e intelectual.
O problema é que, não se apercebendo das luzes que o acompanham, do valor do seu existir, negligencia tudo o que o poderia elevar espiritualmente. Desperdiça o tempo e perde-se em um labirinto de consequências que lhe atravancam a marcha fazendo-o sofrer, muita vez desnecessariamente. Muita gente diz: “eu não tenho sorte” ou “acho que sofrer é o meu destino”, sem se dar conta que perdeu-se por capricho ou viciação em ações negativas que lhe comprometeram a existência. Muita coisa poderia ser evitada se aproveitasse as luzes que possui para ver por onde anda, mas, mesmo sabendo muita vez que uma coisa é ruim, prefere seguir seus instintos inferiores e permitir-se a experiência que lhe trará muitos dissabores.
O que é previsível acontecer é que, de tanto malbaratar a luz que recebe das oportunidades felizes, o homem pode fixar a escuridão como regra em sua alma e não mais conseguir enxergar o bem nem o caminho correto, condenando a sua vida irremediavelmente à quase nulidade, pelo menos por agora.
Temos que nos instruir na luz do Mestre, dos seus ensinamentos, para não deixar passar a oportunidade do bem viver, do bem servir, do bem decidir, e assim, de maneira definitiva, rumarmos para a aquisição dos valores imperecíveis na atual existência.
CAMINHEMOS NA LUZ DA HUMILDADE, PARA EVITAR A TREVA DO ORGULHO.

Autor:Adelvair David   

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

terça-feira, 9 de setembro de 2014

REFLEXÕES


CEGUEIRA ESPIRITUAL
A cegueira espiritual é mais cruel do que a cegueira do corpo, nos ensinam os espíritos venerandos.
Já dizia Jesus: “que vejam aqueles que tem olhos de ver”. Ele, o mestre e Senhor, conhecendo a natureza humana ensinou o verdadeiro sentido da vida e de como o homem deve olhar para a sua caminhada.
Quando cego espiritualmente o ser humano nega, blasfema, critica e aponta denegrindo aqueles que possuem uma proposta de vida moral melhor. Falta-lhe coragem para ser ético, amoroso e responsável.
Jesus sabia que todos os males do homem procedem do seu interior onde se encontram arraigados e enraizados os hábitos doentios, filhos diletos do orgulho, do egoísmo e da violência.
Pela cegueira do orgulho o homem coloca máscaras de ironia, tornando a sua convivência com os seus irmãos desagradável, porém, por não se conhecer, acostumado a representar, tomba diante dos menores enfrentamentos, muita vez, carecendo da ajuda até mesmo daqueles a quem desdenhou.
Cego de egoísmo ele quer viver o prazer imediato, sem se preocupar mesmo com a própria família, mergulhando depois em quadros íntimos de desinteresse pela vida, não raro, conduzindo-se para a autodestruição por diversas maneiras.
A violência contida ou exteriorizada é uma das cegueiras que atacam as delicadas nuanças do comportamento; através da grosseria, da irritação, do nervosismo, denunciam um estado de inquietude na alma do seu detentor. Haverá momento em que ela explodirá, podendo magoar, ferir ou até destruir, deixando resquícios difíceis de serem erradicados. É comum alguém dizer: Eu não queria ter dito isto... Eu não queria ter feito aquilo. É importante analisarmos que o querer é produto do cultivo íntimo, dos valores que se possui. A vivência de valores nobres reforma a alma e a livra de reações automáticas que destroem e plantam infelicidade.
Para livrar-se da cegueira espiritual é preciso viver como espírito não como corpos. É cultivar todo dia os bons hábitos, corrigindo os ruins, é orar, é manter a fé viva em Deus através da prática do bem.
Lembremos que na terra o amor é sacrificial. Para amar, o homem terá de se esforçar, lutar consigo mesmo para não iludir-se na própria cegueira. Disse Jesus aos fariseus: “Se fosseis cegos não teríeis pecado, mas como dizem que veem o pecado permanece em vós”.
Os pequenos insucessos fazem parte da caminhada, porém, perseverando na paciência, resignação e coragem o progresso moral vai se consolidando.
VER, SOMENTE COM JESUS.

Autor: Adelvair David    

sábado, 6 de setembro de 2014

MENSAGEM DE MARIA DOLORES

Templos...

           Deus abençoe o templo de oração
        à serviço do amor e da verdade,
       berço da santa e pura caridade,
suavizando a tanto coração.

              Deus lhe abençoe na nobre missão
      de semear a excelsa caridade,
                       qual  um colo acolhendo a humanidade,
             onde sobretudo impera a aflição.

           Local, pois onde a cultura alumia
                  e  prepondera  as luzes da harmonia,
            encorajando-nos para avançar...

                    Prossegue então intrépido a cada dia
                 reverenciando a Deus com alegria,
            no coração, o seu sagrado altar.

         Maria Dolores


( Página psicografada pelo médium Alaor Borges Jr, em reunião pública no Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, na noite de 30 de agosto de 2014, na cidade de Jales SP )