quarta-feira, 26 de março de 2014

REFLEXÕES


O AUTOAMOR

A vida no homem é a maravilhosa expressão do amor de Deus, em toda a sua plenitude.
Não existe um só momento que não seja importante na caminhada de quem excursiona temporariamente no corpo.
O autoamor é mais primoroso objetivo a que o homem deve dar-se, o ponto mais alto do sentido de viver. Sem amar-se, pela lei de menor esforço, o ser humano deixa de gostar da própria vida para desejar ser outra pessoa, viver como vivem outras pessoas, ter o que eles tem. Em alguns casos chega-se a desdenhar da própria existência, porém, ninguém pode fugir da própria vida, e também não adianta tentar destruí-la porque a morte não existe, quem deixa o mundo das formas dá entrada na vida verdadeira mais vivo do que estava aqui, a vida espiritual é plena, imperecível, indestrutível.
Necessário se faz ao homem, um olhar mais cuidadoso para com a própria vida, de modo a não se criar perturbações de tal ordem que a conclusão, mesmo que equivocada, seja a de que ela ficou inviável.
Ensinou Jesus: “amarás o teu próximo como a ti mesmo”, fazendo do amor a si mesmo a mais significativa decisão que a criatura pode tomar em relação à própria vida. Amando-se terá razões para amar o semelhante, dará o melhor pela sua e pela vida dos outros. Se, por acaso se encontrar em posição que pouco pode fazer para mudar seu rumo existencial, se resignará e aceitará a hora do testemunho, sem deixar de lutar por uma vida melhor, material, moral e espiritualmente. Procurará não produzir males com ações negativas e fará o que é mais correto para não produzir consequências funestas para o futuro desta e de outras existências que ainda terá.
O autoamor é o ponto de partida para todas as suas realizações. O bom conceito de si mesmo, o cultivo da alegria e a prática do bem incondicional trará luzes à própria caminhada, sendo ingredientes importantes para quem deseja atingir a verdadeira felicidade e não aquelas prometidas pelas conquistas das coisas apenas.
Do passado traz o homem a herança intelectual e moral que possui, porém, o presente é tempo de construção para um futuro melhor aqui, no mais além ou em outra existência, o homem não pode lamentar-se pois é herdeiro de si mesmo na fieira do tempo.
O autoamor ilumina a vida e promove-lhe o aproveitamento.
AME-SE, AMANDO TAMBÉM SEM ESMORECER  AOS DEMAIS.

Autor: Adelvair David  

Um comentário:

Luz13 disse...

Olá! Gostei do blog. Veja as previsões de Aline, da Cidade das Pirâmides, para o ano de 2014. https://www.youtube.com/watch?v=6v_iFO6_dyc Abraços