quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

NATAL

UM FELIZ NATAL A TODOS OS CORAÇÕES.
Que a mensagem trazida na manjedoura possa nos despertar para a simplicidade e para a humildade.
Um Natal cheio de flores nos corações de todos.
OH! NOITE ESPLENDOROSA

Noite esplendorosa
Nunca houve outra igual
Nasceu o menino Jesus
É noite de Natal

A natureza em brilho incomum
Louvou no silêncio de mil vozes
E timbres cristalinos
Elevaram aos céus, cânticos de gratidão ao menino.

O firmamento emoldurou-se
De prateada claridade
Podia-se ver estrelas,
Em luzes de cores raríssimas
Para receber a eterna felicidade.

Oh! Menino de brandura
Filho entre os muitos de Deus
De pureza revestido
Em homem convertido
É a chegada sem partida
É o amor na Terra, sem adeus.

Oh! Belezas sem igual
Que o tempo não pôde apagar
Nestes, como noutros a cantar
As eternas bênçãos do Natal.

Vem! Jesus
Esparzir na humanidade a tua luz
Não te puderam silenciar
Os homens pigmeus sem te compreender
Quiseram obstar-te o nascer
Chegou o amor para sempre e nunca mais nos deixar.

Oh! Natal, Natal, Natal
Festa do amor imortal.

(Maria Dolores)

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

REFLEXÕES


JESUS,  A LUZ QUE VEIO AO MUNDO
                                   
Ele, o Senhor, foi portador da maior mensagem que a humanidade já recebeu, a do amor imortal.
Sem qualquer dúvida, a Sua simplicidade dá notícias ao homem comum de que a grandeza não está em nenhum artifício exterior que o possa representar diante dos seus irmãos, mas sim, na real nobreza, que só pode vir das belas almas, daquelas que já galgaram os sublimes degraus da angelitude.
Embora sendo a expressão do bem, não aceitou o título de bom, permitindo-se somente ser chamado de mestre, quando afirmou: “eu o sou”. Desta forma cantou as belezas das regiões celestes, e disse: “o reino dos céus está dentro de vós”, ensinando como mestre da verdadeira sabedoria o caminho que conduz o homem a Deus. A bondade, a benevolência, a doçura e o perdão, representam a luminosa estrada da sublimação humana.
O Natal é a festa da esperança, da alegria, da gratidão do homem ao cordeiro amoroso de Deus, que dulcificou o amor dando-lhe o caráter da renúncia, do desprendimento para a Glória espiritual. Quem quer que lhe ouça o convite: “vem, e segue-me”, certamente, embora as dificultosas experiências na terra caminhará feliz e fará o melhor pela felicidade dos outros, consequentemente viverá em paz, mesmo em meio as rudes  provas.
A LUZ VEIO AO MUNDO PARA QUE NUNCA MAIS TIVESSEMOS TREVAS, DEVENOS NOS ILUMINAR NELE.
Auto: Adelvair David     

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

VAI ACONTECER!

11ª FEIRA DO LIVRO ESPÍRITA 
da Casa de Madô.
Neste ano, muitas coisas foram concretizadas e só temos o que agradecer a Deus, a Jesus, aos benfeitores e a todos os amigos que nos ajudaram a proporcionar mais conforto material e espiritual aos que frequentaram nossa casa. 
Vamos realizar nossa 11ª FEIRA DO LIVRO ESPÍRITA em prol das atividades assistenciais e da divulgação da doutrina.
PARTICIPE!
O período será de 17 a 23 de dezembro, das 8 as 21 horas.
Local: Saguão de entrada do Supermercado Proença, sito à Avenida João Amadeu, Jales, SP, próximo à SP-320.
Uma grande variedade de títulos a preços convidativos. Venha conferir. 
O livro espírita é um excelente presente para qualquer coração, afinal, no Natal comemoramos o aniversário de Jesus.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

ACONTECEU!



Neste domingo, dia 15 de novembro tivemos nosso 2º EMPAS - Encontro Madô de Passistas.
Foi nas dependências do Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores de Jales,SP.
Momentos de sensibilização em torno da Postura do Passista e a Casa Espírita em relação ao Passe.


REFLEXÕES

AS RAZÕES DO MÉRITO E DO SENTIMENTO
Há muito o homem tenta responder para si mesmo a respeito do porquê, apesar de fazer muitas coisas, um vazio lhe toma conta das entranhas.
Uma vida cheia de compromissos, abarrotada de responsabilidades, recheada de oportunidades, pode significar quase nada para muita gente, em relação a sentir-se plenamente realizada e em paz.
Enquanto os que tinham muito davam muito dinheiro no gazofilácio, no templo, a pobre viúva doou tudo que tinha, as únicas moedas que lhe restavam, e Jesus informa que ela doara mais do que todos.
O que ela doou o fez com amor, esquecendo-se de si mesma pensando nas necessidades alheias. Dar do supérfluo, do que sobra, para aliviar a consciência é não fazê-lo com desinteresse e o único bem verdadeiro é o desinteressado, porque promove aquele que faz, edificando em seu coração valores imperecíveis que durarão para a eternidade do seu espírito. Quem dá apenas por dar sem se envolver afetivamente com o necessitado ganha mérito, mas quem dá com verdadeiro amor, com vontade de ver o outro feliz, edifica valores nobres na alma.
A questão não está na quantidade, mas na qualidade do que se dá ou do que se faz nesta vida. Uma senhora trabalhou 35 anos servindo os filhos indigentes de muitos sofredores, para depois declarar-se decepcionada com Deus, porque apesar de cuidar de tantos filhos alheios o seu pequeno perecera vitimado por uma doença e o criador não lhe salvou a vida. Dar sem esperar retribuição é plantar no solo da própria alma, é juntar tesouros no céu, ou seja no próprio coração bondoso, onde as traças não roem e os ladrões não roubam, garantindo a felicidade de quem assim procede.
Um homem que trabalhou muito, declara que o seu coração não está em nenhuma das coisas que conseguiu, que desejaria ter bem menos, mas ter o sorriso sincero que conseguia vislumbrar no rosto dos seus serviçais. Dizia ele: - Eles me servem com amor e dedicação, e eu lhes pago por dever e obrigação, sem nenhum esforço para isto, por mais justo que pareço ser, sinto que assim procedo para comprar-lhes a fidelidade e bom tratamento.
Sejam quais forem as razões que nos levem aos palcos desta ou daquela experiência humana, melhor realizar objetivando o bem de todos.
QUEM DIMINUI-SE NO SERVIÇO AO PRÓXIMO, MAIS DO QUE MÉRITO, ADQUIRE BONS

SENTIMENTOS.
Autor: Adelvair David  

sábado, 8 de novembro de 2014

vem aí o 2º EMPAS


OLÁ CAROS IRMÃOS
Está chegando nosso 2º EMPAS - Encontro Madô de Passistas.
Não é curso de passe.
É um momento para trocarmos experiências, falarmos de nossas vivências nesta abençoada tarefa, ouvirmos mensagens de motivação e recordar compromissos.
Será no dia 16 de novembro as 9h.
Local: na sede da Casa de Madô, o Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, sito à rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu - Jales,SP.
"O passe não é uma técnica é um jeito de viver".
Informações pelo email: addavid1@gmail.com (David)


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

REFLEXÕES


O CORAÇÃO E A RAZÃO
O tempo passa e permanece a criatura humana sem se dar conta do valor do sentimento, dos ditames do coração para a sua vida, devendo procurar melhorá-lo sempre.
O coração, de acordo com os sentimentos reinantes, determina rumos ao homem. Sem se dar conta do envolvimento positivo ou negativo age costumeiramente como que por impulso.
O coração necessita do consentimento da razão, ensinam os espíritos venerandos, tanto quanto a razão necessita do tempero que o coração oferece. Um e outro, comandando as ações isoladamente podem incorrer em erros simples ou lamentáveis, alguns sem que se possa corrigir com facilidade.
O coração se utilizando das emoções imaturas muito próprias dos sentimentos ainda em desenvolvimento, determina ao indivíduo que aja tomando partido, resolvendo simploriamente os fatos, pesando na encomia moral da criatura, quando a decisão não foi bem meditada. É notório que pode haver algo pedindo providências urgentes, mas daí sair-se de qualquer forma fazendo e desfazendo sem procurar inteirar-se das reais verdades e perigos, tem feito sofrer a muitos, que logo após tomarem uma atitude choram o que não podem mais mudar.
Um ancião, postou-se à frente do seu prédio em trajes miseráveis procurando despertar piedade. Um senhor, tomado de compaixão deu-lhe atenção e atendeu o seu único pedido, o de o levar até a ponte do Rio de Janeiro para Niterói, onde a muito desejava observar o mar e os navios, não tendo esta oportunidade porque suas pernas não ajudavam e não tinha quem o levasse. Após deixar o homem no local indicado, ficou sabendo no outro dia que um senhor de cabecinha branca havia se atirado da ponte, cometendo suicídio. Não soube ao certo se tinha família ou as razões do ocorrido, o que ponderou tristonho é que deveria ter procurado saber por ali, o porquê um homem com mais de 90 anos estava sozinho fazendo aquele pedido estranho.
Em todas as ações das nossas vidas é importante deixarmos o coração se compadecer das necessidades dos nossos irmãos, ou permitir que o amor flua das entranhas da alma para que a vida seja mais doce e pacificadora, mas é preciso em qualquer situação consultar a razão para que ela apresente sugestões ou argumentos a fim de que a decisão seja mais acertada. Nos momentos de constrangimentos dos sentimentos, quando ofendidos, ou diante de um enfrentamento ruim ou doloroso, deixar-se ao sabor dos impulsos do coração é possibilitar atos ou reações de que poderemos nos arrepender muito. As atitudes intempestivas provocadas pelos arroubos de emoções descontroladas nunca beneficiaram a ninguém. Se preciso for, melhor valer-se de um bom conselho com alguém ponderado, da leitura de uma página do evangelho de Jesus e ainda da prece, sempre conselheira nos momentos necessários.
O CORAÇÃO DEVE VOAR PARA AS BELEZAS DO INFINITO, MAS SEMPRE PRESO AO FIO DA RAZÃO QUE O MANTERÁ SEGURO PARA PODER RETORNAR EM PAZ.
Autor: Adelvair David 

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

REFLEXÕES


VISUALIZANDO-SE
Quase que a totalidade das criaturas deste mundo possuem o hábito de apenas olhar para fora.
Acostumado a prestar atenção nos outros, a corrigir e ditar regras para alguém cumprir, o homem não se dá conta de que a sua vida vai passando sem significado, sinal inequívoco de que não se conhece.  Muitos ainda acreditam que se o mundo mudasse poderiam ser mais felizes. Engano terrível, pois que mesmo que todas as condições supostas se reunissem ao seu lado ou em si mesmo, a saúde, o dinheiro, o prestígio e a beleza, nem por isso seriam garantia de paz íntima.
O grande desafio da vida para a criatura humana é o de conhecer-se, para que a partir desta descoberta possa traçar rumos de crescimento, alterando para melhor o seu proceder. Quando convidado por uma necessidade, muita vez dolorosa, a olhar para si mesmo, percebe-se bem diferente do que se imaginava, que não sabe nada das suas particularidades.
A viagem para dentro da sua intimidade deve ser agradável e não penosa. Pode ser feita sem desesperações, um pouco de cada vez. Cada pensamento, cada sentimento, cada atitude é extremamente importante na vida de cada um e nada deve passar sem ser percebido pela pessoa. Ao fazer o reconhecimento íntimo, pode ser que se localize paisagens sem beleza necessitando de mais cuidado. Isto não é motivo para auto depreciação e sim de compromisso de modificação. É o orgulho necessitando da luz da humildade, é o egoísmo carecendo da companhia da caridade, é vaidade aguardando providências da gratidão, enfim, áreas que necessitam de semeadura melhores. Porém, que ninguém se iluda, demora chover nestes campos novos por conta dos hábitos velhos, por isso, o aspirante à modificação deverá regar com suor e algumas vezes lágrimas as novas plantas que vão nascendo. Toda mudança gera desconforto e necessita da perseverança para consolidar-se.
Jesus, o meigo Senhor anotou:    “àquele que tem será dado mais ainda”. Com esforço e dedicação o homem irá gradativamente se transformando em quem precisa ser. A cada conquista, uma nova luz esplende no espelho da personalidade, refletindo um ser mais belo e cheio de vida, desejoso de iluminar-se mais ainda, consequentemente mais rico do que era antes, com muita vontade de amar o seu semelhante.
Contra as investidas dos costumes ruins que se tem, somente o exercício do amor incondicional poderá ser antídoto seguro.
HABITUE-SE A VISUALIZAR-SE, E EM BREVE UM SER RENOVADO DESPERTARÁ.

Autor:Adelvair David

NOITE ITALIANA NO GRUPO ESPÍRITA BENEFICENTE MARIA DOLORES

chegou o evento esperado
NOITE ITALIANA
no Maria Dolores
Será no dia 25 de outubro 
as 20:30h
Cardápio: Lasanha Bolonhesa, Lasanha de Legumes, Polenta, Rondelli, Tortelli, Macarrão branco, verde e vermelho, frango moreno, Arroz branco e Polpetta.
e como cortesia deliciosos doces caseiros.
RESERVE O SEU INGRESSO
são limitados
estão a venda com os trabalhadores ou pelo e-mail: addavid1@gmail.com ou pelo fone 17-3632.5095 (David) para ser retirado no horário do jantar.
a renda é revertida para as atividades assistenciais do grupo junto às famílias carentes dos bairros adjacentes.
Endereço: Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu, Jales-SP.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

PINTURA MEDIÚNICA NO MARIA DOLORES a CASA DE MADÔ

DIA 12 DE OUTUBRO - 19horas
EVENTO BENEFICENTE 
As telas que forem produzidas e mais as que a médium trouxer serão vendidas e a renda é para ser utilizada nas atividades assistenciais da casa.
http://www.youtube.com/watch?v=RRTQo0zY6UU#t=21
veja abaixo toda a programação de Valdelice na Região



segunda-feira, 22 de setembro de 2014

REFLEXÕES


LUZES EM MEIO AS TREVAS
...enquanto tendes luz (Jesus)
A questão proposta por Jesus não é física e sim moral.
A caminhada existencial é abrigada por algumas luzes em meio as trevas densas da ignorância, que ainda campeiam em a natureza humana.
Segundo nos adverte o Senhor, devemos caminhar enquanto temos as luzes da razão, da inteligência, da saúde, das oportunidades do trabalho material e também espiritual.
Segue o homem às tontas, preferindo abrigar-se na escuridão íntima, agindo segundo suas paixões, do que valorizar as oportunidades que a vida lhe concede a seu benefício, para o seu crescimento.
As advertências não faltam. Vem da religiosidade, dos homens de bom senso, e muito mais das intuições que lhe chegam em todas as suas experiências, aconselhando-o qual o melhor caminho seguir e a viver com dignidade e respeito ao seu semelhante, a aproveitar o tempo para empreender a luta em sua própria melhoria moral e intelectual.
O problema é que, não se apercebendo das luzes que o acompanham, do valor do seu existir, negligencia tudo o que o poderia elevar espiritualmente. Desperdiça o tempo e perde-se em um labirinto de consequências que lhe atravancam a marcha fazendo-o sofrer, muita vez desnecessariamente. Muita gente diz: “eu não tenho sorte” ou “acho que sofrer é o meu destino”, sem se dar conta que perdeu-se por capricho ou viciação em ações negativas que lhe comprometeram a existência. Muita coisa poderia ser evitada se aproveitasse as luzes que possui para ver por onde anda, mas, mesmo sabendo muita vez que uma coisa é ruim, prefere seguir seus instintos inferiores e permitir-se a experiência que lhe trará muitos dissabores.
O que é previsível acontecer é que, de tanto malbaratar a luz que recebe das oportunidades felizes, o homem pode fixar a escuridão como regra em sua alma e não mais conseguir enxergar o bem nem o caminho correto, condenando a sua vida irremediavelmente à quase nulidade, pelo menos por agora.
Temos que nos instruir na luz do Mestre, dos seus ensinamentos, para não deixar passar a oportunidade do bem viver, do bem servir, do bem decidir, e assim, de maneira definitiva, rumarmos para a aquisição dos valores imperecíveis na atual existência.
CAMINHEMOS NA LUZ DA HUMILDADE, PARA EVITAR A TREVA DO ORGULHO.

Autor:Adelvair David   

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

terça-feira, 9 de setembro de 2014

REFLEXÕES


CEGUEIRA ESPIRITUAL
A cegueira espiritual é mais cruel do que a cegueira do corpo, nos ensinam os espíritos venerandos.
Já dizia Jesus: “que vejam aqueles que tem olhos de ver”. Ele, o mestre e Senhor, conhecendo a natureza humana ensinou o verdadeiro sentido da vida e de como o homem deve olhar para a sua caminhada.
Quando cego espiritualmente o ser humano nega, blasfema, critica e aponta denegrindo aqueles que possuem uma proposta de vida moral melhor. Falta-lhe coragem para ser ético, amoroso e responsável.
Jesus sabia que todos os males do homem procedem do seu interior onde se encontram arraigados e enraizados os hábitos doentios, filhos diletos do orgulho, do egoísmo e da violência.
Pela cegueira do orgulho o homem coloca máscaras de ironia, tornando a sua convivência com os seus irmãos desagradável, porém, por não se conhecer, acostumado a representar, tomba diante dos menores enfrentamentos, muita vez, carecendo da ajuda até mesmo daqueles a quem desdenhou.
Cego de egoísmo ele quer viver o prazer imediato, sem se preocupar mesmo com a própria família, mergulhando depois em quadros íntimos de desinteresse pela vida, não raro, conduzindo-se para a autodestruição por diversas maneiras.
A violência contida ou exteriorizada é uma das cegueiras que atacam as delicadas nuanças do comportamento; através da grosseria, da irritação, do nervosismo, denunciam um estado de inquietude na alma do seu detentor. Haverá momento em que ela explodirá, podendo magoar, ferir ou até destruir, deixando resquícios difíceis de serem erradicados. É comum alguém dizer: Eu não queria ter dito isto... Eu não queria ter feito aquilo. É importante analisarmos que o querer é produto do cultivo íntimo, dos valores que se possui. A vivência de valores nobres reforma a alma e a livra de reações automáticas que destroem e plantam infelicidade.
Para livrar-se da cegueira espiritual é preciso viver como espírito não como corpos. É cultivar todo dia os bons hábitos, corrigindo os ruins, é orar, é manter a fé viva em Deus através da prática do bem.
Lembremos que na terra o amor é sacrificial. Para amar, o homem terá de se esforçar, lutar consigo mesmo para não iludir-se na própria cegueira. Disse Jesus aos fariseus: “Se fosseis cegos não teríeis pecado, mas como dizem que veem o pecado permanece em vós”.
Os pequenos insucessos fazem parte da caminhada, porém, perseverando na paciência, resignação e coragem o progresso moral vai se consolidando.
VER, SOMENTE COM JESUS.

Autor: Adelvair David    

sábado, 6 de setembro de 2014

MENSAGEM DE MARIA DOLORES

Templos...

           Deus abençoe o templo de oração
        à serviço do amor e da verdade,
       berço da santa e pura caridade,
suavizando a tanto coração.

              Deus lhe abençoe na nobre missão
      de semear a excelsa caridade,
                       qual  um colo acolhendo a humanidade,
             onde sobretudo impera a aflição.

           Local, pois onde a cultura alumia
                  e  prepondera  as luzes da harmonia,
            encorajando-nos para avançar...

                    Prossegue então intrépido a cada dia
                 reverenciando a Deus com alegria,
            no coração, o seu sagrado altar.

         Maria Dolores


( Página psicografada pelo médium Alaor Borges Jr, em reunião pública no Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores, na noite de 30 de agosto de 2014, na cidade de Jales SP )

domingo, 17 de agosto de 2014

JANTAR BENEFICENTE

Bom Jantar
CAROS AMIGOS E IRMÃOS
Neste sábado, dia 23 de agosto, das 20 as 22 horas, teremos nosso JANTAR BENEFICENTE, na CASA DE MADÔ, o Grupo Espírita Beneficente Maria Dolores.
Cardápio: Lagarto ao Molho Madô, Arroz branco, Creme de Palmito, Farofa de Soja, Macarrão com bacon e brócolis, Salada rica e Salada de Pepino Japonês.
Endereço: Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu - Jales,SP.
Os ingressos estão a venda com os trabalhadores ou reserve pelo e-mail: addavid1@gmail.com ou ainda pelo fone: 17- 3632.5095 (David) e retire no local.
SEJA BEM VINDO AO NOSSO CORAÇÃO

domingo, 3 de agosto de 2014

REFLEXÕES


SIMPLICIDADE
As muitas necessidades que o homem vai criando em torno da sua existência o enche de ansiedades e aflições.
A vida moderna, com todos os seus atrativos, convencionou que felicidade é poder satisfazer todas as vontades e ir a toda parte.
Asseveram os espíritos venerandos que existe uma felicidade comum a todos os homens: “com relação à vida material, é a posse do necessário. Com relação à vida moral, a consciência tranquila e a fé no futuro.” Satisfeitas, estas seriam condições suficientes para que toda gente pudesse experimentar bem estar e alegria de viver, considerando-se ser a Terra um mundo de provas e expiações onde o conforto interior e exterior como se deseja é possibilidade remota entre a maioria; aqui, o homem sofre naturalmente os efeitos das próprias imperfeições que lhe impedem as realizações completas.
Ser simples não é ser desleixado, esquecer-se dos seus deveres com relação à aparência, bom gosto e delicadeza; é a capacidade de ser acessível, de não criar distâncias e complexidades em relação aos seus irmãos. É ser dócil, consciencioso dos seus deveres sociais e morais, é não se deixar possuir pelo que se tem, é viver para amar e servir como fez o autêntico Senhor deste mundo, o mestre Jesus. Ele possuía a verdadeira autoridade, foi simples e amigo de todos, para que o seu amor pudesse impregnar e transformar corações ao seu contato amoroso; tendo procedido desta maneira, deixou para a humanidade exemplo infalível e único que jamais será substituído ou equiparado, o nobre norteamento para tantos quantos desejam ser felizes e fazer os outros felizes.
Neste entendimento, ser simples é tarefa inadiável ao homem que ruma irremediavelmente para a sua destinação, a felicidade sem mácula que o aguarda no futuro.
SIMPLIQUE-SE PARA QUE A SIMPLICIDADE LHE TRAGA PAZ.

Autor: Adelvair David     

terça-feira, 29 de julho de 2014

PALESTRA ESPÍRITA COM MARIVAL VELOSO DE MATOS

CONVITE
Convidamos a todos os irmãos para uma palestra com 
Marival Veloso de Matos
Ex presidente da União Espírita Mineira
Será na CASA DE MADÔ, em Jales
Será neste domingo, dia 3 de agosto as 19h30
Endereço: Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu - Jales,SP
Informações pelo fone: 17- 3621.2456 (Sônia) ou pelo e-mail: addavid1@gmail.com
SEJAM BEM VINDOS a nossa afetuosa casa

sábado, 26 de julho de 2014

VENHA CONHECER A PSICOLOGIA TRANSPESSOAL DE JOANNA DE ANGELIS


Aprenda um pouco mais sobre você 
e SEJA FELIZ!
aos sábados 9h
"O ESPÍRITO em FOCO"
na Casa de Madô
Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu-Jales,SP
Participe!


PALESTRA COM JAMIRO DOS SANTOS FILHO NO MARIA DOLORES

AMANHÃ, DOMINGO, dia 27 de Julho as 19:30H NO MARIA DOLORES, A CASA DE MADÔ, ESTAREMOS RECEBENDO NOSSO AMIGO E IRMÃO JAMIRO DOS SANTOS FILHO DE ARAGUARÍ-MG PARA UMA PALESTRA.
PARTICIPE CONOSCO
Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu - Jales,SP

segunda-feira, 21 de julho de 2014

REFLEXÕES


A FORÇA DO CRISTO
           
Para quem O aprecie apenas com os olhos da crítica mordaz, Ele não poderia ser considerado como alguém que estivesse à altura de quem dizia ser.
Segundo dizem, não passou de um fracassado que não conseguiu a adesão de coragem e bravura nem mesmo dos Seus discípulos, pois que estes, em sua maioria, não estavam com Ele na hora derradeira, no suplício infame.
Não podemos deixar de entender que Ele escolheu homens simples, do povo, pescadores e trabalhadores das mais singelas profissões, conhecia as fibras fortes dos seus corações, da moralidade impar que mantinham os seus espíritos e desejou contar com eles, não para aquele momento, mas para que pudessem suportar sobre os ombros as tenras plantas do cristianismo nascente.
Assim foi, que eles, em sua maioria, doaram-se integralmente para que a árvore da vida não morresse e fosse transplantada de coração para coração até os nossos dias, guardando o perfume de suas flores e o sabor inigualável dos seus frutos que, somente aquele que se propõe colhe-los pode precisar e apreciar. Por isso encontramos tantos mártires ao longo dos séculos que se sucederam depois que Ele foi embora; ao se nutrirem da verdade semeada, nunca mais quiseram viver de outra maneira, tornando-se também semeadores das sementes do reino que, segundo Ele, estaria no coração do homem.
A força do Cristo não estava no poder que os homens daqueles tempos desejam, mas no amor, que deve viger no coração de todos. Eles queriam um rei para dominar e subjugar, para devolver o sossego às suas vidas atribuladas e insignificantes e Ele lhes deu, mas não souberam compreender. Quando dizia: “o reino de Deus está dentro de vós”, afirmava que cada pessoa para ser feliz, deixar de sofrer, prosperar deve permitir a construção desse reino no próprio coração. Somente amando, as injustiças sociais desaparecerão em toda a terra, as dores se acalmarão e os sofrimentos serão minimizados de tal forma que se deixará de ouvir tantos lamentos por todo o planeta, porque o homem desejará fazer o bem sem limites àqueles que, então, compreenderá como seus irmãos, e será incapaz de fazer o mal, porque estaria fazendo a uma alma querida pertencente a sua própria família, sendo toda a humanidade filha do mesmo Pai.
Como nos diz o poeta em belo canto: Ele veio, mãos vazias desarmadas, nem escudos nem espadas, só o amor por todos nós. A Sua ternura era irradiada a longínquas distâncias, todos podiam desfrutar da atmosfera benévola que ele espargia sobre todos, mesmo sem que não soubessem.
Se quisermos ser felizes, sigamo-lo e teremos a tão sonhada paz em nossos corações.
Autor: Adelvair David

quinta-feira, 3 de julho de 2014

REFLEXÕES


 O HOMEM DE BEM
O homem de bem é aquele que pratica a lei de justiça, de amor e caridade, na sua maior pureza.(1)
Há grande diferença entre ser e parecer.
A maioria da humanidade se contenta em parecer, sem qualquer preocupação com o ser. Nesta contínua caminhada rumo ao nada, seguem todos aqueles que assim acreditam ou querem fazer acreditar aqueles que o cercam, exercendo atividades incompatíveis com o seu nível de entendimento, maturidade ou capacidade.
Não raro estes que assim procedem são surpreendidos em momentos de provação sem qualquer condição de enfrentamento, experimentado torturas acerbas diante do que chamam reveses da sorte ou perseguição dos que não os compreendem. Façam o que fizerem, jamais serão aceitos pelos homens de bom senso que lhes identifica os maus propósitos.
Geralmente, o senso de justiça dos adeptos deste comportamento, não tem nada de digno. Perseguem, molestam e agridem direta ou indiretamente aqueles que temporariamente lhes estão abaixo, sem o menor amor nem mesmo àquilo que fazem, por pura manifestação do orgulho e da vaidade, desejando esconder de si mesmos através da grosseria, do despotismo e das ações menos nobres o péssimo conceito de possuem de si mesmos.
Uns se acreditam enviados especiais dos céus e se arvoram em salvadores das massas, sem se preocuparem com os reais problemas, colocando o seu interesse menor acima dos deveres e responsabilidades, comandando, dirigindo como se fossem permanecer eternamente onde estão. A vida é transitória, a existência na risca do tempo é apenas um piscar de olhos, tudo fica para trás, tudo se renova, deixando na insignificância todos os que se deixaram seduzir pela doentia personalidade dominadora.
As carências do homem o expõem a muitas fragilidades. As experiências mal sucedidas das vidas pretéritas se transferem para as atuais personalidades conturbadas, que precisam de destaque, e aí então, é que o homem nada possuindo necessita parecer, chafurdando-se mais ainda no lamaçal das suas torpezas, quando deveria buscar a renovação através da humildade e do bem servir, aceitando opiniões e admitindo o despreparo, para crescer verdadeiramente colaborar com os seus demais.
A verdadeira prática do bem em todos os níveis que se pode compreender, apenas será efetiva quando o sentimento de amor ao próximo vier antes dos interesses pessoais, visando a felicidade e a paz de todos, consequentemente angariando paz e realização para si mesmo.
Asseverou Jesus de Nazaré: “Todo aquele que se exaltar será rebaixado e todo aquele que se rebaixar será exaltado”.
SERVIR NÃO É MANDAR MAS SIM REALIAZAR COM A AJUDA DE TODOS.
(1)-Evangelho Segundo o Espiritismo – Cap. XVII – item 3

Adelvair David     

domingo, 15 de junho de 2014

REFLEXÕES

 
AMBIÇÃO E IDEALISMO
Dentre as muitas manifestações do homem, sem dúvida a ambição é das mais preocupantes.
Reza o dito popular que “quem não tem ambição não cresce na vida”, e que para se conquistar algo deve-se ir à luta. O problema é que o ambicioso leva isto ao pé da letra mesmo, atira-se na direção do seu desejo e vai atropelando tudo pela frente, geralmente sofre muito, pois transforma em neurose os seus anseios de crescimento, em muitos casos perde a sua ética e a sua moral até prejudicando se preciso for o seu semelhante para alcançar o seu intento.
O que se pode compreender disto é que a ambição é sempre perniciosa e o que o homem necessita mesmo é de idealismo, um rumo, um objetivo a alcançar. Se assim fizer, respeitará as etapas do seu crescimento sem se preocupar com o tempo em que concretizará os seus planos, fazendo o seu melhor, lembrando que nem tudo depende só dele. Respeitará também as pessoas e será incapaz de ser desonesto, desleal, não precisará utilizar-se da mentira, da artimanha para chegar ao longe.
O ambicioso, geralmente, vive mergulhado no lodo da mediocridade, não se dá conta de que aos poucos vai se transformando em alguém estranho, indesejado e passa a viver em um ambiente íntimo de profunda insatisfação. Mesmo que consiga o móvel das suas buscas e que cresça vivendo como quer, permanecerá angustiado e sem brilho, reflexo claro do que plantou na sua caminhada. Sentirá profunda solidão, porque a sua alegria não é legítima, tendo-a conquistado indevidamente. Diz o espírito Joanna de Angelis em sua obra de psicologia transpessoal: “Ninguém poderá ser feliz à custa das lágrimas alheias”.
O melhor para quem deseja crescer por fora e por dentro é ser idealista, buscar os valores nobres da verdadeira moral, principalmente aquela que nos ensinou o meigo Senhor: “ fazei aos homens tudo o que gostaríeis que eles vos fizessem”. Desta maneira o idealista não procura crescer sozinho, entendendo que o sucesso do egoísta é frio e cheio de tédio. O ambicioso deixa ao abandono o solo fértil da sua alma, onde poderia, ao mesmo tempo em que luta pelo seu crescimento na vida, plantar as sementes da solidariedade, da caridade, da bondade, da doçura, da afabilidade, da temperança em resumo, do verdadeiro amor.
As criaturas notáveis da humanidade, aquelas que o homem se recorda com respeito, quase nunca foram as das cabeças coroadas, mas sim aquelas que sem ter nada, construíram um império de esperança no coração de tantos quantos serviram com profundo desinteresse, posição esta que jamais deixaram por oferta alguma.
AMA, PARA QUE A AMBIÇÃO DIMINUA E O IDEAL DO BEM FLORESÇA.
Autor: Adelvair David:

quinta-feira, 12 de junho de 2014

ATENÇÃO JUVENTUDE !

VEM AÍ O 

21º

Encontro de Mocidades Espíritas da Região de Jales
AGENDE, SERÁ NO DIA 20 DE JULHO
sua participação é muito importante

em breve você poderá fazer sua inscrição e receberá mais detalhes

sábado, 7 de junho de 2014

RECORDANDO O CHICO

LINDOS CASOS DE CHICO XAVIER   
CASO 51 – INDISPENSÁVEL O Chico recebera um convite reiterado para assistir a uma solenidade que um Centro Espírita de determinado lugar, um pouco distante de Belo Horizonte, realizaria. A carta convite, assinada pelos diretores do Centro, contendo encômios à pessoa do médium, dizia que sua presença era indispensável... O Chico pensou muito naquele adjetivo, sentiu a preocupação dos irmãos distantes, ansiosos pela sua presença. Certamente iria realizar uma grande missão. E não relutou mais. Junto ao seu bondoso chefe, justificou sua ausência por dois dias, comprou passagem na Central do Brasil e partiu. No meio da viagem, quando já sonhava com a chegada, antes sentindo a alegria dos irmãos, Emmanuel lhe aparece e diz: — Então, você se julga indispensável e, por isto, rompeu todos os obstáculos e viaja assim como quem, por isto mesmo, vai realizar uma importante tarefa... Já refletiu, Chico, que o serviço do ganha pão é indispensável a você? Pense bem... O Chico pensou... E, na próxima estação, desceu do trem e tomou outro de volta... A lição foi compreendida. Seus irmãos de mais longe, com seu não comparecimento, compreenderam na também... 
Transcrito do livro “Lindos Casos de Chico Xavier” de Ramiro Gama. 

domingo, 1 de junho de 2014

REFLEXÕES


IMITADORES
“Dá conta da tua administração”
(Jesus)
As realizações de uma pessoa, em qualquer âmbito em que ela aconteça dão notícias das suas capacidades.
Cada ser humano veio a terra para dar cumprimento a um projeto próprio, que atenderá certamente às suas necessidades espirituais.
O problema é que as imperfeições expõem os transeuntes da estrada da vida a uma série de equívocos. Cada um reagirá de conformidade com o conteúdo espiritual que possua adquirido nas muitas experiências no corpo que antecederam a vida atual.
Um dos grandes enganos que pode acontecer com o viajante da vida é o de não entender para que veio ao mundo. Por conta dos seus defeitos, muito comuns neste mundo de provas e expiações onde vive, suas paixões o governam, tornando lento o seu progresso. A pessoa então abre mão das tarefas singelas que desenvolve para se aventurar “imitar” aqueles que julga lhe estarem acima, desejando absorver-lhes o brilho. Passa a vida copiando o que os outros fazem numa constante necessidade de se sentir destacado dos seus demais.
Esses são os “imitadores”, que desprovidos de humildade, não entendem que já estão no melhor que lugar onde poderiam estar. Para dar o passo seguinte, é preciso que se tenha concluído a tarefa que se está fazendo com zelo e dedicação, pois que, se assim não for, embora tenha caminhado muito, sentirá que não foi a lugar algum, porque deixou para trás o que verdadeiramente lhe daria plenitude.
Há muitos espíritos que renascem neste mundo abominando as posições que ocuparam no passado, para logo em seguida, embriagado pelas sensações que está acostumado voltar aos mesmos comportamentos que os fizeram perder, transferindo heranças dolorosas para o além-túmulo e para as vidas futuras.
Ninguém se sentirá melhor por estar aqui ou acolá, fazendo isto ou aquilo, mas sim, que onde estiver procure fazer o melhor.
REALIZA COM O CORAÇÃO COLOCANDO LIMITES ESTREITOS À AMBIÇÃO.

Autor:Adelvair David    

segunda-feira, 26 de maio de 2014

JANTAR BENEFICENTE

Bom Jantar
OLÁ CAROS AMIGOS E IRMÃOS
 Neste sábado, dia 31 de maio, teremos nosso JANTAR BENEFICENTE na Casa de Maria Dolores, na cidade de Jales-SP.
 Horário: das 20 as 22 h. 
Cardápio: Lombo ao molho de laranja, arroz branco, creme de palmito, farofa fria, salada Irene, salada Havaí.
 Será um momento especial para conversarmos acompanhados de boa comida e de queridos amigos.
 Endereço: Rua 19, nº 768, Bairro São Judas Tadeu, Jales-SP.
 Os ingressos estão a venda com os trabalhadores da casa ou pelo e-mail: addavid@ig.com.br (retira na hora do jantar no local) ou pelo fone: 17-3632.5095 (David)
SEJAM BEM VINDOS AO NOSSO CORAÇÃO

terça-feira, 13 de maio de 2014

REFLEXÕES


MEU PAI TRABALHA...
Tudo em a natureza realiza uma função atendendo o determinismo divino de que tudo deve progredir.
O trabalho é lei da vida, concorrendo para que as Leis Universais se manifestem promovendo os seres e os mundos.
Asseverou Jesus: “O meu Pai trabalha até hoje, e eu também”. Deus cria incessantemente e semeia a vida pelos confins do universo utilizando-se de uma única lei, a de amor.
Ensinam os espíritos venerandos em resposta a Allan Kardec que toda ocupação útil é um trabalho, ampliando a forma como se deve entendê-lo, portanto, trabalha-se mesmo quando não se tem consciência de fazê-lo.
O que é preciso entender é que, o mais importante trabalho é o da reforma moral, proposta pelo mestre venerando com suas palavras, exemplos e vida.
Para que o espírito progrida deve buscar esforçar-se por trabalhar pela sua melhoria íntima.
O trabalho a que se dedicou o mestre foi o de trazer e de vivenciar a boa nova para a humanidade. Asseverou ele que a mais importante tarefa a que o homem deveria dedicar-se seria a de empreender esforços para a sua transformação moral, chegou a dizer que o homem deve juntar tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem não destrói, e os ladrões não roubam. Também aconselhou a mulher equivocada: Vá e não peques mais..., enquanto conversava com Maria disse a Marta: Marta, Marta, Maria escolheu a melhor parte, referindo-se a Maria ter escolhido ficar com ele enquanto Marta trabalhava pela ordem da casa..., informou ainda a Zaqueu: importa que hoje eu fique em tua casa.
O seu amor era infinitamente maior do que se poderia compreender, modificou para sempre os destinos deste planeta, deixando um perfume tão especial que só pode ser percebido pelas almas de boa vontade. O trabalho por percebê-lo vem da dedicação das belas almas que já sabem que o maior tesouro a ser conquistado é o da iluminação interior.
Utilizando-se da vontade bem direcionada para os valores do espírito, pode o homem realizar o trabalho que edificará uma vida digna, onde o amor será sempre a melhor escolha, como o é para aqueles que já compreendem que a vida é a transitória passagem para a fixação dos valores eternos no espírito.
O TRABALHO DO AMOR É O DE AMAR INCANSAVELMENTE.

Autor: Adelvair David