domingo, 3 de junho de 2012

REFLEXÕES


Ainda Duvidas?

A auto estima é um dos tesouros da alma.

Somente a pessoa dotada de um sentimento bom em relação a si mesma pode atender aos convites da vida para o seu desenvolvimento intelecto moral.

Porque não acredita possuir qualidades e nem mesmo competência para o gerenciamento das suas próprias escolhas, o homem sofre profundamente; frágil, pune-se e entrega-se a distorções emocionais perceptíveis ou não, mas que lhe tiram o brilho das mais singelas coisas, transformando a sua vida em um fardo pesado e triste de ser carregado; a exemplo disto encontramos pessoas com impressões falsas das coisas, sempre vendo o que não existe e deixando de agir quando é necessário o seu concurso.

O orgulho provindo de outras existências, onde o vício do excessivo conforto aliado à dureza de coração forjaram consequências dolorosas na consciência de quem acordou no além, desacompanhado das facilidades e das honrarias. Muito mais acicatado pela culpa do que por méritos, retorna o homem ao corpo outra vez para novos empreendimentos, carregando a fraqueza moral que lhe custará muito esforço para superação.

Os exageros comportamentais, principalmente o fanatismo em torno de ideologias e ideias, as esquisitices e manias, bem como outras vinculações negativas pode significar tentativa compensatória de desconforto íntimo do homem; pelo fato de nem ele mesmo acreditar naquilo que defende, mas sendo a única forma de conviver com a falta de valores reais que lhe possam arrimar as atitudes, brada e manifesta comportamento estranho, causando desconforto aos corações que lhe desfrutam do convívio ou contato, porém, não se sentindo melhor por isto.

A crença nas próprias forças, antes de ser presunção é ponto de partida para as realizações de quem necessita recomeçar neste mundo de grandes desafios.

Tudo o que deve acontecer ao homem terá como agente impulsionador a sua decisão. Disse o Cristo e Senhor ao cego; “o que queres que eu te faça?” Querer é responsabilizar-se por si mesmo em primeiro plano. Jesus deseja saber o que pretende o homem nos campos da sua melhoria, para em seguida veicular através da sua própria fé os recursos que lhe poderão beneficiar, fortalecendo-o.

Ainda duvidas? Busca sem ansiedades aceitando os limites que possuis objetivando aumenta-los gradativamente pelo esforço e interesse por elevar-te intimamente, mas sem auto martírio, para que a existência lhe sorria devolvendo-te o que conquistastes. MÉRITOS E BENÇÃOS SÃO RECURSOS DA LEI DIVINA NA CAMINHADA HUMANA.

Autor: Adelvair David

Nenhum comentário: