REFLEXÕES


O ÓBICE E O PROGRESSO
O progresso humano é fato. Seu estudo preenche as ilações de pensadores de todos os tempos, em especial os dos tempos modernos.
Conclui-se, que há homens mais predispostos à sua busca que outros; que lhe anseiam avidamente, enquanto alguns lhe recusam e ainda desejam colocar-lhe óbice.
O progresso em todos os sentidos é Lei divina; ninguém pode subtrair-se a ele e todos estão sujeitos aos seus impositivos. Sendo Lei natural, segue um incessante e fascinante movimento levando tudo e todos ao aperfeiçoamento, com destino à perfeição.
No que tange à realidade do homem, na caminhada moral, espiritual e intelectual, ele, a seu turno, deve colaborar com a Lei divina; enquanto avança, auxilia o crescimento de outros também.
O progresso intelectual segue célere, enquanto o moral caminha mais lentamente; este último depende da decisão do homem em querer mudar seus hábitos, erradicar seus vícios e tomar atitudes benévolas em relação ao seu semelhante. Neste sentido, a caridade tem papel importante, sendo ela anunciadora de tempos melhores enquanto suaviza o sentimento humano e torna mais felizes aqueles que lhe aceitam o convite; afinal, na família humana, todos são filhos e irmãos sem consanguinidade, mas sim, corações que se aninharam neste planeta sob a tutela de Jesus para a busca do aprendizado e da resolução de suas pendências passadas, preparando-se para o futuro em moradas mais ditosas. Disse-nos o mestre amorável: “há muitas moradas na casa do Pai”, o que compreendemos serem os vários mundos semeados no canteiro universal, salpicado pelos confins longínquos, onde a vida se repete exuberante e bela, protegida e estimulada pelo amor de Deus que a ninguém desampara.
É dever inadiável de cada um colaborar com o progresso, auxiliando a melhorar o mundo e a si mesmo; aquele que em rebeldia opta pela inércia, será estimulado por outros mecanismos da Lei natural; os desafios de toda ordem surgem como agente divino a colocar-lhe em marcha. Ninguém obstará o progresso, pois o criador estabeleceu que a perfeição é destino de tudo e de todos.
Aproveitemos a vida empregando bem o tempo no aprendizado intelectual e no desenvolvimento das faculdades do coração. Viver é expandir-se em todas as direções, excetuando-se as de caráter enganosos. Cada um terá como herança em si mesmo o que construiu, não do que desfrutou. O amor é um instrumento valioso de progresso.
QUEM AMA, FELICITADO PELO PRÓPRIO AMOR QUE DEU PERMANECE ABENÇOADO.

Autor da mensagem: Adelvair David - publicada no Jornal "Folha Noroeste" da cidade de Jales-SP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REFLEXÕES

REFLEXÕES