segunda-feira, 30 de agosto de 2010

REFLEXÕES


POLÊMICOS
No comportamento humano, encontramos aos milhares os agitadores públicos ou privados, os insufladores, os polêmicos, que de maneira confusa protestam sem fundamento ou agitam as opiniões dos fatos, que mesmo reais, poderiam ter desfecho mais equilibrado.
Estes, os polêmicos, tomam a frente porque têm necessidade de exposição, mesmo sendo esta negativa, sem a preocupação com as conseqüências do seu alarde; agindo com irresponsabilidade moral, mesmo com razão, em nada colaboram com a resolução dos problemas, e não oferecem nenhum auxilio para minorar o sofrimento alheio ou para saída mais honrosa na dificuldade encontrada.
Observando a história da humanidade eles somam uma parcela significativa entre os traidores, os conspiradores e os usurpadores que, de personalidade conturbada, acabaram consumidos pela combustão social que iniciaram, sem deixarem caminhos ou colaboração mais eficaz para solucionar a pseudo causa que assumiram.
As verdadeiras ações, as obras mais significativas para a humanidade, estiveram nos ombros dos pacificadores, dos humildes; estes, “como asseverara Jesus” herdarão a terra; embora de aparência alquebrada e frágil, tinham verdadeira grandeza d´alma. Suas luzes exterminaram e exterminam as trevas da ignorância, da insensibilidade e da omissão, edificando esperança nos corações.
A vida, não sendo apenas o que os sentidos físicos podem apreender, transcende e abriga o seu artífice, o espírito humano, criado por Deus para elaborar-se e edificar-se nas muitas experiências em que terá que vivenciar, nas vidas cheias de desafios e aprendizado, cujos milênios enfileirados, consolidarão leveza moral e sabedoria, até a angelitude.
Desde já, é preciso ponderar a respeito dos fatos sociais que envolvem o homem, para que ao agir, sejamos instrumentos de sonoridade harmônica a ecoar no seio da humanidade, devolvendo-lhes a verdadeira proporção das suas ações.
NA POLÊMICA INSTALA-SE A BALBURDIA, NO DIÁLOGO SE CONSTRÓI A SOLUÇÃO MELHOR.
Autor da Mensagem: Adelvair David - publicada no jornal "Folha Noroeste" da cidade de Jales-SP em 28 de agosto de 2010.

Nenhum comentário: