segunda-feira, 28 de junho de 2010

REFLEXÕES

MODELO
É de se esperar que o homem, sendo imperfeito, procure no momento de agir um modelo para se inspirar.
Há modelo para tudo; os há de beleza, de inteligência, de violência, de prepotência, de bondade e sabedoria, etc.
A diversidade de características e o momento na evolução de cada um permitem as escolhas que culminarão em uma gama muito grande de comportamento e modo de viver.
O homem ilusão, notadamente instalado em sua convicção, pode fazer o mal sem se dar conta disto; outras vezes o faz por intenção; fazendo-o a si mesmo e aos outros, impelido por crenças particulares.
Necessário lembrar que no mundo existem muitos homens referência, esforçando-se por conquistar estágios satisfatórios de dignidade comportamental, moral e emocional; tornam-se então modelos; são copiados, seguidos pela turba desorientada que deseja de alguma forma algum benefício, ou por aqueles que verdadeiramente anseiam um caminho para viver melhor.
De todos os apresentados, nenhum é maior, ou substituirá o mestre nazareno, o senhor Jesus; Ele é o modelo e guia da humanidade. Seus ensinamentos são atuais e modernos; exprimem o mais puro direcionamento para as almas humanas; desprovido de fórmulas enigmáticas ou de artificialismo, objetiva levar o espírito ao encontro com a única verdade que liberta, aliviando as dores e dando sentido para a vida. Disse-nos Ele: “ninguém vai ao Pai senão por de mim”.
Seus exemplos e Seu comportamento irreprochável, o faz modelo perfeito; único, inigualado; tudo o que Ele disse pode ser vivenciado sem reservas, pois que conduz ao amor. Diante da própria consciência cada um deve ser o modelo de si mesmo, aperfeiçoando-se na árdua tarefa de capacitar o sentimento, amando.
SEM DISTORÇÕES MORAIS E EMOCIONAIS, AGRADÁVEL IMAGEM SE REFLETIRÁ NO ESPELHO DA CONSCIÊNCIA.
Autor: Adelvair David - Mensagem publicada no Jornal "Folha Noroeste" no dia 20 de junho de 2010.

Nenhum comentário: