REFLEXÕES

NOÇÕES!
Assevera-se a toda gente sobre a necessidade de se ter noções, em vista da acelerada corrida e da acirrada luta por deter-se a maior quantidade de informações possíveis.
A “noção”, nesse particular, tem o interesse de grande número de criaturas, porém, ela, é apenas ponto de partida. Toda a vida do homem se firma em conquistas reais, na profundidade com que busca executar seus deveres e conhecer suas necessidades. Quem apenas permanece na periferia do conhecimento, é mostruário apresentando o produto, sem conter-lhe a essência. Quem apenas aventa possibilidades no campo do serviço ao bem do próximo e de suas carências, é megafone que anuncia e chama a atenção, instrumento inútil tão logo lhe cesse a sonoridade, no eco que se desfaz.
Será preciso muito mais que noções para que a vida seja plena. Cada pessoa terá de aprofundar em si mesma o que busca, através do conhecimento e da prática, se deseja realizar algo que lhe dê sentido, prosperidade e felicidade material e espiritual. Em resposta a Allan Kardec, os espíritos superiores disseram que, o homem se desenvolve por si mesmo, naturalmente, mas que, os mais adiantados auxiliam o progresso dos outros, por meio do contado social.
Estamos em um tempo de grandes transformações, que exigem rápidas adaptações; acredita o homem comum que é preciso urgentemente assegurar o seu lugar, senão entre os primeiros, pelo menos não entre os últimos. Equivocado, faz a corrida da absorção de cultura superficial; no afã de aplacar a própria consciência busca a superficialidade das informações religiosas e espirituais, e, como na vida material, apresenta-se como detentor de muito, contentando-se com o verniz frágil que lhe cobre.
Nos caminhos para o bem individual e do mundo transitarão as almas esforçadas, dedicadas, comprometidas, assinaladas pelos ideais nobres e pelas mãos ocupadas na sua realização. Conclui o Senhor Jesus, ensinando-nos: “A fé sem obras é morta”. O homem necessita estar sintonizado com o pensamento de que é um construtor, edificando com Deus, e para isto, não deve apresentar-se com noções, necessitando buscar o seu melhor para a obra da sua vida e dos demais que lhe convivem.
A VIDA É UMA OBRA DE AMOR E SERVIÇO.
Autor:Adelvair David - publicada no jornal "Folha Noroeste" - Jales, SP

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REFLEXÕES

REFLEXÕES