segunda-feira, 29 de março de 2010

REFLEXÕES


ENTENDIMENTO E SENTIMENTO
A vida expõe o homem e este a entende como pode; difícil tarefa que lhe exige muito mais do que conhecimentos.
Só fica entendido o que se acomodou na alma; o aparato intelectual é apenas um dos mecanismos a ser utilizado para análise do que lhe acontece.
O crítico tem pouco a oferecer, inclusive a si mesmo, porém, adquirir senso crítico é necessário para que se possa entender a vida e as experiências, aproveitando-as melhor; o espírito é o verdadeiro autor de tudo o ocorre na realidade da criatura; possuidor ou não de maturidade e senso para verificar os caminhos e situações; grande parte dos recados existenciais pode estar sendo desconsiderados por falta de recursos para compreendê-los. Arrogar-se sabedor de tudo, apenas por deter conhecimentos e informações, é observar a vida de forma precoce e superficial; o espírito Ferdinando, em O Evangelho Segundo o Espiritismo alerta: (...) o saber tem limites muito estreitos no mundo em que habitais.
Sem entendimento satisfatório, não se dirá que alguém aproveitou como devia o que lhe aconteceu, podendo tirar conclusões errôneas ou absorver lições perniciosas, ser enganado e ludibriado. Porém, precaver-se contra o que é ruim não é adotar postura de rejeição a tudo o que não se entende, mas buscar recursos para tirar melhor conclusão.
Um dos aferidores que dá suporte à razão para o devido entendimento é o sentimento; não acreditar em algo por preconceito ou por não querer meditar a respeito é insanidade, que pode fazer tão mal quanto o fato de ser crédulo absoluto, o que seria ingenuidade. Necessário se faz equipar o coração com valores suficientes, para que o senso crítico formado possa oferecer chances de melhor acerto diante dos muitos desafios da vida, disse-nos Jesus: “Brilhe a vossa luz”.
Os bons sentimentos nascem na boa vontade de se conviver com as pessoas sem prevenções nem credulidade exagerada, mas sim com o desejo de aprender e conhecer. Neste sentido nota-se que grande parte dos enganados não estavam tão bem intencionados. O ludibriador encontra no ludibriado campo de ação. Enquanto o idealista vê mais claro, o ambicioso vê embaçado e pode ser enganado; aquele que fala a verdade inibe o caluniador, porém, o mentiroso o atrai e pode ser sua vítima.
TER UM BOM CORAÇÃO É APRESENTAR RAZÕES À RAZÃO PARA ENTENDER MELHOR.

Autor: Adelvair David - Publicada no jornal "Folha Noroeste" da cidade de Jales-SP, no dia 27 de março de 2010.

sexta-feira, 26 de março de 2010

JANTAR BENEFICENTE

DELICIOSO JANTAR
NO MARIA DOLORES NESTE SÁBADO DIA 27 de MARÇO.
local: Rua 19 nº 768, Bairro S. Judas Tadeu - Jales, SP
o cardápio é: Frango Recheado, arroz branco, creme de milho, lasanha bolognesa, salada crocante e salada verão.
PARTICIPE CONOSCO!
e venha desfrutar de momentos de alegria e boa comida
ingressos à venda com os trabalhadores ou pelo fone: 17- 97141591 (Cássia)
AGRADECEMOS ANTECIPADAMENTE O CARINHO DE TODOS

domingo, 21 de março de 2010

SAÚDE VALIOSA
As doenças são verdadeiros desafios a que se encontra submetida grande parte da humanidade. O Dr. Francisco de Menezes Dias da Cruz (1853 – 1937), médico, trabalhador digno das hostes espíritas elucida: “pensamentos nossos, definidos por vibrações, palavras ou atos, arrojam de nós raios específicos, sendo assim, é indispensável curar de nossas próprias atitudes, na autodefesa e no amparo aos semelhantes, porquanto a cólera e a irritação, a leviandade e a maledicência, a crueldade e a calúnia, a irreflexão e a brutalidade, a tristeza e o desânimo, produzem elevada percentagem de agentes [...], de natureza destrutiva, em nós e em torno de nós [...], suscetíveis de fixar-nos, por tempo indeterminado, em deploráveis labirintos de desarmonia mental. Em muitas ocasiões, nossa conduta pode ser a nossa enfermidade [...].
Conclui-se que além dos males físicos provenientes do organismo ainda em evolução, do desgaste por ação do tempo, a maioria das enfermidades físicas e espirituais procede de uma natureza moral duvidosa, principalmente da mazela que não se deseja erradicar.
O corpo jamais prevalecerá sobre o espírito, que lhe preside incontestavelmente e sem o qual nada pode fazer, sendo este nada mais do que pó, o que certamente se tornará, libertando o ser imortal.
Nas curas de Jesus ele sempre afirmava: “a tua fé te curou”; a fé é a vivência da confiança aliada ao comportamento moral que lhe é condizente. O bem na mente e nas mãos sempre gerará saúde física e paz espiritual, melhorando ou curando o organismo físico e psíquico em que se detém o homem temporariamente; isto equivale dizer que cada um pode fazer a parte que lhe é devida na manutenção e preservação da saúde e naquilo que não dependa da sua vontade, disse Jesus: “impossível é isto para os homens, mas para Deus tudo é possível”.
Frear os abusos das tendências nocivas, verdadeiro carro desenfreado na ladeira abaixo, é prudência no uso do livre-arbítrio, para se ter equilíbrio; na Sua compaixão o criador far-nos-á o melhor.
NA ESCURIDÃO DA ENFERMIDADE, ACENDER A LUZ DO BEM VIVER.
Autor:Adelvair David - publicada no jornal "Folha Noroeste" - Jales, SP

sábado, 20 de março de 2010

SÉRIE ESPECIAL NA GLOBO NEWS


Série especial na Globo News
Postado em 22 de fevereiro de 2010 por janioalcantara

Filme espírita que conquistará o público em 2010
O canal de TV por assinatura Globo News prepara reportagens sobre Chico Xavier, que faria 100 anos em Abril. A série, a ser exibida a partir 24 de março, terá depoimentos de pessoas que conviveram com o médium e entrevista com Daniel Filho. O diretor lança filme sobre a vida de Xavier em Abril.

Considerado um dos maiores nomes do meio espírita brasileiro, Francisco Cândido Xavier completaria 100 anos no dia 02 de Abril de 2010. Aproveitando o embalo do centenário do médium e a repercussão que o longa “Bezerra de Menezes – O Diário de um Espírito” (2008) teve, dois filmes chegam neste ano aos cinemas do país.

O primeiro, chamado “Chico Xavier”, é dirigido por Daniel Filho e baseado no livro “As Vidas de Chico Xavier”, do jornalista Marcel Souto Maior. A cinebiografia mostra a trajetória do médium desde a infância, no interior de Minas Gerais, seu contato com o espírito da mãe morta, as primeiras psicografias e até o caso em que uma carta psicografada por ele foi usada em um processo judicial.

O filme tem estréia marcada para o dia 2 de abril e conta com atores conhecidos do grande público, como Nelson Xavier, Ângelo Antônio, Christiane Torloni, Tony Ramos, Letícia Sabatella, Giovanna Antonelli, Cássia Kiss e Giulia Gam, entre outros.

Outra adaptação espírita para as telonas será feita por Wagner de Assis. Ele será responsável pelo roteiro e direção de “Nosso Lar”, baseado no livro homônimo psicografado por Chico Xavier. O longa, que deverá ser exibido a partir de Setembro, mostra o espírito André Luiz fazendo as vezes de um repórter que registra as suas próprias experiências no mundo espiritual e transmite suas observações e descobertas sobre a vida após a morte.

No elenco de “Nosso Lar” estão Renato Prieto, Othon Bastos, Ana Rosa, Werner Schunemann, Lu Grimaldi, Nicola Siri e Chica Xavier, entre outros. Já o ator global Paulo Goulart estará nos dois filmes sobre o médium mineiro.
(Postagem inspirada na notícia dada em Nilnews)

quarta-feira, 3 de março de 2010

PALESTRA COM RAUL TEIXEIRA EM JALES-SP

CONVITE
Convidamos a todos para assistirem a uma palestra com o renomado orador espírita JOSÉ RAUL TEIXEIRA de Niterói.
Será no dia 21 de março as 19h30min no Teatro Municipal.
Endereço: Rua 7, esquina com Rua 8, Centro, Jales-SP.
RAUL TEIXEIRA possui vários livros psicografados e atua no movimento espírita nacional e internacional, levando a mensagem da doutrina dos espíritos a muitos corações.
PARTICIPE CONOSCO deste momento feliz.
Promoção: USE INTERMUNICIPAL DE JALES
informações pelo telefone 17-3632.9983 (Jane), ou pelo e-mail: addavid@ig.com.br

terça-feira, 2 de março de 2010

REFLEXÕES

NOÇÕES!
Assevera-se a toda gente sobre a necessidade de se ter noções, em vista da acelerada corrida e da acirrada luta por deter-se a maior quantidade de informações possíveis.
A “noção”, nesse particular, tem o interesse de grande número de criaturas, porém, ela, é apenas ponto de partida. Toda a vida do homem se firma em conquistas reais, na profundidade com que busca executar seus deveres e conhecer suas necessidades. Quem apenas permanece na periferia do conhecimento, é mostruário apresentando o produto, sem conter-lhe a essência. Quem apenas aventa possibilidades no campo do serviço ao bem do próximo e de suas carências, é megafone que anuncia e chama a atenção, instrumento inútil tão logo lhe cesse a sonoridade, no eco que se desfaz.
Será preciso muito mais que noções para que a vida seja plena. Cada pessoa terá de aprofundar em si mesma o que busca, através do conhecimento e da prática, se deseja realizar algo que lhe dê sentido, prosperidade e felicidade material e espiritual. Em resposta a Allan Kardec, os espíritos superiores disseram que, o homem se desenvolve por si mesmo, naturalmente, mas que, os mais adiantados auxiliam o progresso dos outros, por meio do contado social.
Estamos em um tempo de grandes transformações, que exigem rápidas adaptações; acredita o homem comum que é preciso urgentemente assegurar o seu lugar, senão entre os primeiros, pelo menos não entre os últimos. Equivocado, faz a corrida da absorção de cultura superficial; no afã de aplacar a própria consciência busca a superficialidade das informações religiosas e espirituais, e, como na vida material, apresenta-se como detentor de muito, contentando-se com o verniz frágil que lhe cobre.
Nos caminhos para o bem individual e do mundo transitarão as almas esforçadas, dedicadas, comprometidas, assinaladas pelos ideais nobres e pelas mãos ocupadas na sua realização. Conclui o Senhor Jesus, ensinando-nos: “A fé sem obras é morta”. O homem necessita estar sintonizado com o pensamento de que é um construtor, edificando com Deus, e para isto, não deve apresentar-se com noções, necessitando buscar o seu melhor para a obra da sua vida e dos demais que lhe convivem.
A VIDA É UMA OBRA DE AMOR E SERVIÇO.
Autor:Adelvair David - publicada no jornal "Folha Noroeste" - Jales, SP