domingo, 1 de março de 2009

REFLEXÕES

A DINÂMICA DA EVOLUÇÃO.
Se como corpo a evolução se dá através dos complexos dispositivos biológicos, uma espécie de relativo automatismo, com o espírito o processo é diferente.
Este, inserido nas Leis da Natureza como artífice do seu próprio destino, movimenta-se em direção ao seu crescimento pelas próprias escolhas, construindo passo a passo tudo o que vai vivenciar; se aproveita a vida para o aprendizado com atos virtuosos e nobilitantes, cresce e se felicita; se prefere a ociosidade, a indiferença ou o descaso, perde tempo, estaciona e é aí que, através do sofrimento que lhe chega como conseqüência, experimenta privação e muitas vezes a falta do necessário, verdadeiros entraves á sua marcha e à sua paz.
Tendo como disciplinas obrigatórias na escola da vida a busca da moral e da intelectualidade, o homem se eleva da ignorância à angelitude, transpondo as barreiras da brutalidade para galgar os degraus da sensibilidade, fazendo brilhar a sua luz, deixando para trás a pedra bruta que foi lapidada. Disse o Senhor Jesus: “Brilhe a vossa luz”.
Enquanto o corpo vai evoluindo em função dos estímulos que lhe forçam a adaptação às realidades sempre novas, o espírito se aprimora pela ação do efeito das suas criações nas relações humanas, com o meio ambiente e com a vida em seu sentido maior que lhe circunda os passos.
Aqueles que são ou foram referências para a humanidade edificaram moral e conhecimento nestes e noutros tempos, através dos milênios que se sucederam; à custa de esforços e sacrifícios, situaram-se acima dos seus irmãos em capacidades; domando impulsos negativos permitiram acordar os seus potenciais divinos adormecidos, fazendo luz no caminho de todos.
Na dinâmica da evolução a escolha é um direito que Deus concede a sua criatura, mas que se negligenciado, a vida tem os seus próprios recursos para desafiar de uma forma ou de outra, nem sempre confortável, o Ser a evoluir.
Portanto, o sofrimento é sempre fruto de uma má escolha, que por ignorância foi tomada como melhor saída, e a felicidade o produto dos atos e intenções nobres que retornam em forma de paz.
EVOLUÇÃO É LUZ DE DENTRO PARA FORA.
Adelvair David

Nenhum comentário: